Pesquisar este blog

sábado, 1 de dezembro de 2012

REPOSITÓRIO PPA ESTÁVEL DE ATUALIZAÇÃO DO LIBREOFFICE DO UBUNTU 12.10







Ontem fiz um post para instalação do libreoffice 4.0 alpha no ubuntu 12.10, entretanto por se tratar de um canal pre release recomendo apenas para usuários avançados que queiram experimentar, mais neste post estamos visando um canal estável de atualização, mais rápido que o repositório oficial que por exemplo agora está na versão 3.6.2 enquanto que no repositório ppa já se encontra disponível a versão 3.6.4 e imediatamente no lançamento da versão 4.0 esta será transferida para o repositório ppa que vamos implantar no nosso sistema e será atualizada automaticamente, logo este repositório estável é recomendável para todos os usuários do ubuntu 12.10.

Para realizarmos esta instalação primeiro vamos, precisar instalar o repositório e isso se faz abrindo um terminal e digitando:

sudo add-apt-repository ppa:libreoffice/ppa

clique enter e para confirmar enter novamente, pronto o repositório já estará no sistema mais uma atualização do repositórios que ocorreu no dia 11 de dezembro de 2012, onde foram adicionadas muitas libs novas que trouxe muitas novidades em termo de compatibilidade com pptx, não permite que simplesmente se atualize pois isso vai desinstalar muitas coisas importantes de forma descontrolada, para que esta atualização seja feita de forma correta após incluir o repositório vamos digitar alguns comandos no terminal, os comandos abaixo também valem para quem já tem o libreoffice pelo ppa, pois com as mudanças implementadas a atualização vai constar como parcial em ambos os casos, para fazer corretamente vamos abrir o terminal e digitar o seguinte:

sudo apt-get purge libreoffice-core

clique enter e depois no mesmo terminal digite:

sudo apt-get update

clique enter e após a atualização do cache, digite o seguinte:

sudo apt-get install libreoffice

clique enter e aguarde o download e instalação

ai sim podemos fazer a atualização normalmente apenas abra o atualizador de programas e as atualizações restante já estarão todas devidamente e corretamente marcadas, clique no botão instalar agora, espere o download e instalação e o já estará com a ultima versão estável do libreoffice na sua máquina e com atualização automática quase em conjunto com o lançamento no site de download do libreoffice.

Para os que se interessaram pelo libreoffice 4.0 alpha abaixo se encontra o link do post.

http://www.diversosassuntosbrasil.blogspot.com.br/2012/11/disponivel-via-ppa-libreoffice-40-para.html


UMA FORMA GRÁFICA MAIS EFICIENTE DE FAZER A ATUALIZAÇÃO

editado em 06 de janeiro de 2013


Depois de muitos testes agora nas férias do final de 2012 cheguei a conclusão de que a melhor forma de fazer esta atualização é realmente pelo gerenciador de pacotes synaptic, primeiramente vamos ter que instalar o synaptic que não vem já algumas versões, para isso no caso do 12.10 vamos abrir os canais de software que no 12.04 era integrado a central de programas agora esta bem visível em configurações do sistema no item sistema, com os canais de software abertos verifique na aba outros programas se os itens parceiros da canonical e independentes estão marcados se não tiver ative estes itens, confirme com a senha de root e feche, após isso abra o terminal e digite o seguinte:


sudo apt-get update

espere a atualização do cache e depois digite o seguinte no mesmo terminal:

sudo apt-get install synaptic

espere o download e instalação e já terá o gerenciador de pacotes synaptic em seu sistema, se já tiver ele instalado esqueça esta primeira fase, agora no painel inicial procure por synaptic, clique no resultado correspondente e o programa vai abrir após digitar sua senha de root.

Com o programa aberto lá em cima clique no botão pesquisa e na outra janela que abrir digite no campo a palavra libreoffice, e depois clique no botão pesquisar, no resultado da pesquisa procure o item libreoffice-base-core, e clique neste item com o botão direito do mouse e marque para atualização, confirme e clique lá em cima na botão aplicar, isso vai atualizar este pacote fazer a substituição de algumas libs e desinstalar três pacotes, que você vai reinstalar agora logo após estas mudanças, para repor estes arquivos perdidos, busque com a mesma pesquisa anterior os itens libreoffice-calc, libreoffice-gtk e libreoffice-gnome e da mesma forma anterior ou seja com o botão direito do mouse só que desta feita marque estes pacotes para instalação pode ser feito de forma simultânea não é necessário que seja um a um e depois clique no botão aplicar.

Pronto todas mudanças mais radicais foram feitas e agora basta abrir o atualizador de programa que todas as demais atualizações relativas ao libreoffice estarão marcadas de forma corretas faça estas demais atualizações e você já terá a versão 3.6.4 com as mudanças nas libs que dão mais eficiência na abertura de arquivos pptx, no ubuntu.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

DISPONIVEL VIA PPA LIBREOFFICE 4.0 PARA UBUNTU 12.10









Este post antes de mais nada é para corajosos e usuários avançados não instale um PPA pre release em uma máquina de produção, mais o libreoffice 4.0 esta recheado de novidades e por isso se é um usuário avançado sabe se necessário voltar ao estágio inicial em caso de problema vale a pena experimentar, entre as novidades para o editor de texto:

-Ativação de comentários para intervalo de texto
- importação de anotações a mão de docx e RTF
- cabeçalho e rodapé diferenciado da primeira página.
- melhorias no filtro de importação docx entre elas, importação de mesas flutuantes, objetos OLE dentro de retângulos, margens de imagens embutidas usando a marcação wordprocessing.

E ainda fora as acima descritas no editor de texto writer, muitas outras melhorias em outros programas da suite, que ainda se encontram em alpha mais com freezer marcado para 3 de dezembro de 2012, podemos ainda destacar que o suporte para formatos antigos do staroffice não existe mais nesta versão, no entanto há Filtro de importação para o Microsoft Publisher.

Nesta versão a integração com o unity foi muito melhorada.

Para instalação basta abrir um terminal e digitar:

sudo apt-get purge libreoffice-core

clique enter e confirme as desinstalações com outro enter a instalação do repositório.

depois no mesmo terminal digite

sudo add-apt-repository ppa:libreoffice/libreoffice-prereleases

clique enter e confirme com outro enter a instalação do repositório e depois digite:

sudo apt-get update

clique enter e espere a atualização do cache e sempre no mesmo terminal após o final de cada fase digite:

sudo apt-get install libreoffice

Clique novamente enter e aguarde o final do download e instalação, e você já vai ter o libreoffice 4.0.

Para os que não curtem aventuras mais querem ter o ultimo lançamento estável existe um posta neste mesmo blog para um repositório estável que aliás é para onde vai ser transferido o libreoffice 4.0 versão final após seu lançamento.

http://www.diversosassuntosbrasil.blogspot.com.br/2012/12/repositorio-ppa-estavel-de-atualizacao.html








domingo, 21 de outubro de 2012

PRIMEIRAS IMPRESSÕES UBUNTU 12.10, VÁRIOS ASPECTOS E USO COM SIS MIRAGE 672 E SÉRIES




O ubuntu 12.10 quantal foi lançado e prometia enormes novidades por não ser uma versão LTS, entretanto o que vimos foi uma evolução lógica do que já esta colocado há algumas versões nada tão drástico, como quando o ubuntu não utilizou mais o gnome 2 como interface default e partiu para o gnome 3 com um shell totalmente desconhecido há época chamado unity, o que gerou naquela ocasião uma distro altamente instável, mais isso não ocorreu agora, e  o que acabou sendo lançado é uma versão praticamente evolutiva do 12.04 que é um LTS mais o 12.10 embora utilize versões mais avançadas do kernel, do unity e do gnome não rompeu drasticamente com nenhum dos conceitos do ubuntu 12.04 LTS, logo eu considero o ubuntu 12.10 também muito estável e aconselho aqueles que só utilizam versões LTS a experimentar e garanto que vão se surpreender, e bem melhor usar o 12.10 que sair fazendo upgrades de pacotes, e até de kernel no ubuntu 12.04 LTS.

DICA ESPECIAL PARA USUÁRIOS MAIS AVANÇADOS.

Eu tenho em casa fora algumas outras máquinas um velho computador que esta com um HD já um pouco envelhecido e que por algum motivo depois de algum tempo geralmente em torno de 30 dias não iniciava mais o ubuntu, então fiz um desafio de instalar de forma duradoura a distro neste HD e sai testando várias partições possíveis e fiquei muito surpreso com o uso de partições XFS no ubuntu é um sistema de particionamento muito estável e com uma vantagem pode ser desfragmentado e verificado de forma ultra rápida com um simples comando no terminal e com a partição montada e o desempenho do ubuntu neste tipo de partição é extremamente aumentado que não é necessário alterar nenhuma de suas configurações default de uso de memória para conseguir desempenho excepcional.

Para utilizar a partição XFS na instalação ao chegar no particionador opte por aopções avançadas e edite as opções da partição onde pretende instalar o ubuntu desta forma:

No campo onde tem não usar partição clique e utilize a opção XFS com journaling

 ponto de montagem / 

marque a opção formatar partição 

continue a instalação normalmente e para desfragmentar todo o sistema e verificar a integridade da partição use o comando abaixo com a partição montada mesmo, entretanto recomendo fechar todos os programas pelo fato de que os clusters em uso não serão desfragmentados ou verificados, não que vá causar problemas a partição:

sudo xfs_fsr -t 8000 /dev/sdxy -v 

** substitua sdxy pela partição utilizada pelo ubuntu por exemplo sda1 ou qualquer outra que seja utilizada pelo sistema.

USO DE PLACA SIS MIRAGE 3 671 / 672 E SÉRIE. "em estudos driver com problemas na compilação nesta versão" com solução alternativa, abaixo:

As versões mais avançadas do ubuntu já tem um funcionamento precário com este tipo de placa mais ainda muito primário em cima do driver genérico, entretanto como foi citado acima esta versão é praticamente uma evolução do 12.04 LTS e continua valendo todas as regras para funcionamento no post relativo a esta versão no link:


SOLUÇÃO ALTERNATIVA:

Como solução alternativa sugiro uma upgrade no funcionamento do driver vesa  que já vem ativado para funcionar por default usando a sugestão deste post:

http://diversosassuntosbrasil.blogspot.com.br/2010/09/solucao-definitiva-2d-sis-671-ubuntu.html

Esta solução ainda é da época do 10.10 mais em se tratando de vesa nada se modificou é um driver coringa que serve não só para sis 672 e serie mais também para muitas outras placas sem suporte o defeito é a falta de resolução que poder sanado da forma descrita no post.

MUDANÇA PARA OS QUE UTILIZAM GNOME CLASSIC OU OUTRAS INTERFACES GRÁFICAS.

Outra mudança pontual, foi o fato de o ubuntu 12.10 não vir com o botão lateral a senha que escolhe o tipo de sessão, este fato pode ser um grande problema se você pretende usar Gnome classic ou qualquer outro tipo de interface no ubuntu 12.10, mais isso se deve a retirada de um pacote, que realmente com a nova tecnologia implantada nesta versão que pode rodar em 2D unity 3D perdeu o sentido pois o ubuntu sai apenas e unicamente com o unity 3D, portanto sem ter que escolher mais nada a respeito da sessão, por isso o pacote não acompanha mais a distro, então se pretende instalar outra interface gráfica vai que instalar o pacote que faz a escolha entre elas.

Para complementar a instalação por exemplo do gnome classic ou do gnome shell, proceda normalmente a instalação como nas versões anteriores, entretanto ao final antes de reiniciar o sistema  abra o terminal e execute o comando abaixo:

sudo apt-get install gnome-session-fallback

Espere a instalação, reinicie o sistema e a outra interface estará funcional exatamente como nas outras versões anteriores.

sábado, 15 de setembro de 2012

GNOME 2 REAL SEM NENHUMA REPRODUÇÃO EM GNOME 3, NO UBUNTU 12.04



É verdade o gnome 2, não estou me referindo a gnome classic uma reprodução do ambiente gnome 2 escrito em biblioteca GTK 3, aqui neste post trata-se de um fork chamado de MATE totalmente escrito em GTK 2, isso é o lado bom do software livre sempre tem um grupo interessado em levar adiante um projeto descontinuado e ai cria-se o que se chama de fork, o mesmo programa com outro nome, que aquele grupo vai levar adiante o seu desenvolvimento, e de antemão parabéns a quem teve a ideia de criar um fork do gnome 2 e para os que tem saudade de sua leveza e facilidade de configuração, vamos ensinar a sua instalação no ubuntu 12.04.

O primeiro passo é adicionar o repositório do mate no caso o fork do Gnome 2, abra um terminal e digite:

sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu precise main"

clique enter lembrando que todo comando com sudo no inicio requer a senha de root, e no mesmo terminal digite depois:

sudo apt-get update

este último comando vai atualizar o cache, aguarde o final da atualização e veja que vai acusar um erro sobre uma chave, então vamos corrigir isso, no mesmo terminal digite:

sudo apt-get install mate-archive-keyring

sempre após cada comando clique enter e espere o download e instalação da chave, e após repita no mesmo terminal o comando:

sudo apt-get update

Após a nova atualização do cache todo os arquivos para a instalação do gnome 2 em seu sistema já estão presentes como instaláveis, então no terminal digite:

sudo apt-get install mate-core

clique enter e este download e instalação é bem longo recomendo uma boa conexão e algum espaço extra em disco, mas após o download e instalação de toda a base do gnome 2 para o ubuntu 12.04, vamos instalar o desktop gnome 2 propriamente dito, no terminal digite:

sudo apt-get install mate-desktop-environment

após este ultimo download e instalação de múltiplos pacotes, reinicie o sistema, e antes de digitar a senha clique no botão redondo com o simbolo do ubuntu se estiver utilizando o unity, no lado direito do campo de senha vai aparecer varia opções de interface gráfica clique em mate e vai iniciar o ubuntu 12.04 com interface gráfica totalmente em GTK 2, com a leveza que temos saudade ate hoje, além de extremamente completa em termos de configurações e personalização.

Caso não queira mais a interface para desinstalar abra um terminal e digite:

sudo apt-get remove atril atril-common caja caja-common engrampa engrampa-common ffmpegthumbnailer-caja libcaja-extension libmarco libmate libmate-common libmatecanvas libmatecomponent libmatecomponentui libmateconf libmatecorba libmatedesktop libmatekbd libmatekeyring libmatemenu libmatenotify libmatepanelapplet libmatepolkit libmateui libmatevfs libmateweather libmateweather-common marco marco-common mate-applets mate-applets-common mate-backgrounds mate-conf mate-conf-common mate-control-center mate-corba mate-core mate-desktop mate-desktop-common mate-dialogs mate-icon-theme mate-keyring mate-media mate-menus mate-mime-data mate-panel mate-panel-common mate-polkit mate-power-manager mate-power-manager-common mate-screensaver mate-session-manager mate-settings-daemon mate-settings-daemon-common mate-settings-daemon-gstreamer mate-system-monitor mate-terminal mate-terminal-common mate-text-editor mate-themes mate-vfs mate-vfs-common mate-window-manager python-mate

e depois que desinstalar todos os pacotes acima no mesmo terminal digite:

sudo apt-get remove libmatesensorsappletplugin mate-calc mate-desktop-environment mate-netspeed mate-sensors-applet mate-system-tools mate-utils mozo python-mate-menu system-tools-backends

após a desinstalação reinicie o sistema e a interface mate fork do gnome 2 não mais constará na relação de interface utilizáveis, no botão ao lado do campo de senha.

OBS: Esta interface gráfica é excelente por todas as suas qualidades já citadas acima, entretanto a grande dificuldade de configuração do Gnome 2 em uso de múltiplos monitores, volta nesta interface que é o próprio gnome 2 por isso recomendo se você usa muito mais de um monitor é melhor encarar o gnome classic, que reproduz o formato do gnome 2 rodando biblioteca GTK 3, bom você pode instalar e quando for utilizar mais um monitor selecione outra opção quando escolher a interface, já existem muitos posts na web ensinando a instalação do gnome classic.

sábado, 18 de agosto de 2012

COMO TER O UBUNTU 12.04 MUITAS VEZES MAIS RAPIDO

TESTADO E APROVADO NO UBUNTU 12.10
LANÇADO NOVO POST ESPECIFICO PARA UBUNTU 13.04






Neste post vou mostrar vários procedimentos que tornam o ubuntu muito mais rápido e alguns que são sugeridos por outros blogs e sites da internet, que não devem ser implementados nunca, e porque desta minha sugestão de não implementa-los, o procedimentos básico que torna o ubuntu, realmente um sistema lento se não modificado é a prioridade da memoria virtual swap que vem por default com prioridade 60 (sessenta) no sistema que é uma prioridade muito alta, e geralmente a swap é utilizada sem que a memoria fisica tenha sido esgotada, isso atrasa completamente o processamento uma vez que a velocidade do HD onde as informações são guardadas e lidas posteriormente é infinitamente menor a da memoria física, reduzindo em muito a eficiência do sistema sobretudo em maquinas de melhor desempenho, que poderiam facilmente guardar a memoria virtual apenas para eventualidades, e mesmos para maquinas menores esta prioridade sendo reduzida a memoria virtual sera utilizada apenas com a esgotamento da memoria fisica, aumentando em muito o desempenho, mais explica-se a prioridade alta da memoria virtual no ubuntu pelo fato de ser uma distro com o objetivo de rodar de forma satisfatória em maquinas de baixa e alta capacidade, entretanto o sistema pode ser melhor ajustado para sua maquina sobretudo se você tem uma maquina com ram igual ou superior a 1 giga.

Em primeiro lugar vamos testar uma prioridade mais baixa para a swap que possa ser revertida com o simples reiniciar da maquina, se sua maquina tem um giga ou mais de ram sugiro a prioridade 10 para a swap pois testei e rodou muito bem com um aumento de desempenho muito significativo em maquinas com este perfil, para isso abra um terminal e digite:

sudo sysctl vm.swappiness=10

clique enter e a swap não estará mais em uma prioridade 60, em uma escala que vai a 100, mais em 10 o que é uma diminuição muito grande em sua prioridade de ativação e certamente ela será ativada quando a memoria física estiver para acabar, isso leva a um aumento muito grande de desempenho pois a memoria física é infinitamente mais rápida que a virtual em HD, teste o desempenho sem reiniciar o computador, se agradar vamos agora tornar definitiva a mudança para isso vamos ter que editar um arquivo de texto, para abrir o citado arquivo, abra o terminal e digite o comando:

sudo gedit /etc/sysctl.conf

clique enter, digite a senha de root e o arquivo vai abrir, então após a ultima linha do texto, vamos inserir outra linha logo abaixo, não deixe nenhum sinal de jogo da velha antes do que você vai colar pois vai anular todas as mudanças, no caso copiando e colando o seguinte:

vm.swappiness=10

salve o arquivo para tornar permanente as modificações e feche, apenas lembrando que o numero em ambos os comando após o sinal de igual representa a efetiva prioridade da swap logo a medida que for modificado esta sera a prioridade que vai ser assumida pelo sistema logo =10 significa prioridade dez =20 prioridade 20 e assim sucessivamente, logo após reinicie a maquina veja bem não é a parte gráfica mais o computador e sempre que fizermos menção a reiniciar neste post, será com certeza a o computador como um todo.

Após reiniciar se quiser testar para saber a prioridade da swap, utilize o comando abaixo digitado no terminal que a resposta sera imediata dentro do mesmo:

cat /proc/sys/vm/swappiness

O seu computador com sistema operacional ubuntu, já estará bem mais rápido e para melhorar ainda mais recomendo implementar a zram um sistema que compacta de forma automática o conteúdo da memoria física, e com esta compactação faz com que aumente a sua capacidade de armazenamento, diminuindo ainda mais a necessidade de uso de swap, tornando a máquina ainda mais ágil, para tanto abra um terminal e com um só comando será adicionado um repositório PPA, atualizado o cache e intalado os pacotes necessários, o comando é este abaixo basta copiar e colar no terminal:

sudo add-apt-repository ppa:shnatsel/zram && sudo apt-get update && sudo apt-get install zramswap-enabler -y

Será pedido confirmação para instalação do PPA e senha de root após a instalação reinicie o computador, aviso que este repositório PPA contém arquivos para ubuntu 11.04, 11.10 e 12.04, tornando possível a instalação para estas versões do sistema.

Após instalar a zram e reiniciar a maquina seu computador já estará voando, entretanto ainda pode melhorar instalando o pacote prelink, pois este pacote faz como o próprio nome já diz tudo, uma prelinkagem entre os programas e suas respectivas bibliotecas tornando o carregamento dos mesmo muito ágil, pois diminui sensivelmente o trabalho do sistema operacional em carregar estas bibliotecas, necessárias ao funcionamento dos respectivos programas, após instalar o pacote temos que editar um arquivo do sistema para que este funcione, primeiro abrimos um terminal e instalamos o pacote com o seguinte comando:

sudo apt-get install prelink

clique enter e espere a instalação terminar, depois digite no terminal o comando abaixo para abrir o arquivo que devemos editar:

sudo gedit /etc/default/prelink

No arquivo que vai abrir devemos mudar, apagando e redigitando, na linha onde esta

PRELINKING=unknown

para que fique como

PRELINKING=yes

Salve o arquivo para tornar as mudanças definitivas, feche e no terminal para que o sistema faça todos os prelinks, que vão funcionar como pontes rápidas entre os programas e suas respectivas bibliotecas, digite o seguinte comando:

sudo /etc/cron.daily/prelink

clique enter e espere, é normal demorar por ser a primeira vez, pois os prelink vão ser construídos um a um pelo sistema, somente feche o terminal quando este voltar sozinho a posição inicial, e lembre de fazer dentro de algum tempo novamente esta ultima operação pois programas são instalados e desinstalado dentro do sistema, e este comando atualiza os prelinks.


Os procedimentos acima recomendo para computadores até com pelo menos um 1G de ram, sendo que a prioridade da swap deve aumentar gradativamente abaixo de 1G, subindo cerca de 15 pontos a cada 100m de memoria a menos ate o limite default de 60  pois abaixo desta prioridade a swap seria praticamente a unica memoria disponível no sistema, no caso 900 m de ram seria 25 e não 10 a prioridade da swap, já a zram e o prelink podem ser implementados em qualquer maquinas sem restrições ou mudanças de qualquer natureza no procedimento

Existem alguns procedimentos que me topei em alguns sites que não recomendo de maneira nenhuma são eles:

desinstalar os serviços Zeitgeist - nunca faça isso, desativar serviços traz ganhos mais também aborrecimentos, veja que este serviço não estaria ali se não fosse parte de alguma coisa, no caso o serviço Zeitgeist é importante para alguns programas instalados após a instalação do ubuntu como por exemplo o ubuntu tweak, onde várias partes deste programa não vão funcionar sem o serviço.

Instalar o kernel mais recente- há um ganho sem dúvida mais muitos aborrecimentos uma vez que o ubuntu perde a identidade de versão alguns programas que requerem esta identidade param de funcionar como o google chrome.

Instalar o preload - muito bom, para computadores acima de 2G de ram, mais impraticável em máquinas menores pois ao longo do tempo grande quantidade de pre carregamentos de programas inteiros na memoria física com pouca memória pode trazer problemas, tem a possibilidade de ser implementado sem problemas com 1G mais com a ativação da zram.

Desativação de serviços desnecessários do sistema - Seria excelente, se todos conhecessem o que faz cada serviço, entretanto é muito perigoso desativar um serviço altamente necessário ao funcionamento do sistema e afundar tudo.

Editado em 26 de janeiro de 2013

OBS: Caso tenha o skype esteja instalado ou venha a ser instalado junto com o prelink que o post mostra como realizar a sua instalação, para que o skype não seja danificado e deixe de abrir logo após a sua instalação é necessário o procedimento descrito no link abaixo:

http://www.diversosassuntosbrasil.blogspot.com.br/2013/01/solucao-problema-do-skype-linux.html



quinta-feira, 5 de julho de 2012

E AGORA QUE O ADOBE FLASH PLAYER PARA LINUX ACABOU? INSTALAR O CHROME RESOLVE O PROBLEMA.




A adobe anunciou que esta descontinuando o desenvolvimento do flash player para linux em todas as arquiteturas, a versão hoje é a 11.2 e vai permanecer indefinidamente, apenas com atualizações de segurança por mais cinco anos, isso seria desesperador não fosse por um detalhe, o chrome da google, vai continuar trazendo a ultima versão já atualizada e pré instalada, como sempre foi este plugin no chrome, tanto que a versão estável do navegador do google ou seja atualmente a 20 (vinte) já traz funcionando a versão 11.3 do flash player da adobe, acho que se o firefox não seguir o caminho do chrome, e fazer o mesmo, fatalmente perderá espaço dentro das distros linux, mais se você quer ter o flash player atualizado para não ter furos na hora de rodar animações ou sites inteiros, vai ter que instalar o chrome no ubuntu e transforma-lo em navegador padrão do sistema, veja bem o chrome e não o chromium.

A melhor maneira de fazer esta intervenção no sistema é adicionando o repositório do google chrome através do ubuntu tweak, pelo simples fato de assim as futuras atualizações do navegador se tornam automáticas, o primeiro passo caso não tenha instalado é instalar o ubuntu tweak é claro para isso temos que adicionar ao sistema o repositório PPA deste excelente programa de ajuste do ubuntu o que se faz abrido um terminal e digitando o seguinte:

sudo add-apt-repository ppa:tualatrix/ppa

clique enter forneça a senha de root e confirme a inclusão do repositório, depois da inclusão o terminal volta ao estagio inicial digite o comando para atualizar o cache que é o seguinte:

sudo apt-get update

clique enter e espere a atualização após todos procedimento automáticos, digite o comando para instalar  o programa, que é o seguinte:

sudo apt-get install ubuntu-tweak

após a instalação abra o programa ubuntu tweak que já consta da relação de programas instalados no unity, no programa clique na aba administradores e depois no icone centro de fontes, com o programa aberto neste local clique no botão sincronizar caso ele já não ofereça isso no primeiro acesso e após a sincronização e atualização das fontes disponíveis com o servidor do programa, procure pela fonte google chrome stable e marque o campo em forma de quadrado ao lado o sistema vai acusar a adição de nova fonte, feche o ubuntu tweak.

Depois  do novo repositório instalado repita o comando de atualização do cache no terminal, digitando novamente o seguinte:

sudo apt-get update

clique enter e espere novamente a atualização do cache e depois digite o comando para instalar o google chrome, que é o seguinte:

sudo apt-get install google-chrome-stable

Espere o download e instalação, agora vai um aviso importante o chrome no linux não suporta upgrade do kernel, as atualizações de segurança do kernel o navegador fica com funcionamento inalterado, entretanto se você pretende se aventurar por exemplo atualizando o kernel para uma versão mais nova como por exemplo do ubuntu precise para 3.4.4, saiba que o navegador chrome não vai funcionar mais em seu sistema, pois a versão do chrome é especifica para sua versão correspondente do ubuntu e seu respectivo kernel, no caso do ubuntu 12.04 kernel 3.2.

As atualizações do navegador recém instalado, serão automáticas dentro do gerenciador de atualizações do ubuntu.

Edit - Depois de alguns testes percebi que a instalação de um pacote adicional fazia o chrome realmente voar no ubuntu 12.04 a instalação sem o pacote funciona mais com ele funciona muito melhor, para instalar o pacote na verdade uma lib abra o terminal e digite o seguinte:

sudo apt-get install libnspr4-0d

Clique enter e espere a instalação


Edit - Hoje 26 de agosto de 2012 continuei as pesquisas sobre a API pepper no chrome ou seja o sistema responsável pelo flash embutido do navegador, e lendo uma publicação americana a respeito ficou claro que não é o flash do windows que roda em camada de compatibilidade, mais uma versão especial do flash da adobe mantida pela própria equipe do chrome, que funciona em cima da API em ambos os sistemas e que o lançamento de novas versões é feito posteriormente a versão da adobe e com atualização automática, mais a conclusão óbvia é que esta é a saída perfeita para a falta de atualização do flash player para linux.

Pagina de suporte do google para plugin flash player adobe


Dica de configuração - A API pepper está muito boa no chrome versão linux, entretanto recomendo algumas mudanças de configurações que vem de forma bem diferenciada nesta versão de flash, a primeira é desligar a aceleração de hardware isso faz fluir o flash de maneira bem mais rápida sobretudo em imagens fullscreen, para realizar este ajuste primeiro abrimos um site de vídeo como o youtube e durante a exibição de um vídeo não funciona com animação, clique com o botão direito do mouse no vídeo e escolha a opção configuração no quadro de configurações do adobe flash player logo na primeira aba da esquerda para direita desabilite a opção habilitar aceleração de hardware, e clique no botão fechar, habilite o cache que vem desabilitado por default, para isso clique novamente com o botão direito do mouse como anteriormente entretanto escolha a opção configurações globais, ao invés de um quadro vai abrir uma nova aba no próprio navegador, que vai abrir uma pagina especifica para configurações do seu plugin e com o gerenciador aberto de forma real como fosse uma imagem do site, clique nos botões da imagem que são do próprio gerenciador de configurações do plugin, acesse primeiro o link painel configurações de armazenamento global e mova o campo deslizante até 10MB acesse agora o link painel de configuração de armazenamento do site e faça o mesmo, basta fechar a aba que o flash através da API pepper não vai mais fechar sequer um vídeo na metade por falta de espaço de cache como ocorre com as configurações default. 

E claro como ultima dica desligar o flash 11.2 do mozilla firefox que com certeza estará em duplicidade na relação de plugins do chrome, para isso digite no local onde digitaria o endereço do sites o seguinte:

chrome://plugins

clique enter e vai surgir uma relação de plugins se o flash estiver em duplicidade provocando todo tipo de atraso em sua ação, vai contar na relação flash(2files) então para acabar com isso busque a entrada que tenha a versão 11.2 e clique no link desativar e toda a entrada sera desativa e o link imediatamente muda para ativar, reinicie o chrome e já estará bem mais ágil.

sábado, 12 de maio de 2012

VIRUS DO WINDOWS USA LINUX PARA SE DISSEMINAR ATRAVÉS DO SAMBA, INSTALE O CLAMTK




O titulo acima não é uma estória, assim mesmo iniciada com a letra "e" por ser uma ficção, é verdadeira pois aconteceu comigo, e pode servir de alerta e dica para alguém com o mesmo problema.

É público e notório que não existem vírus para linux, não pelo fato não se querer desenvolver ou de ser difícil o seu desenvolvimento, muito pelo contrário boa parte dos servidores de grandes empresas são linux o que certamente desperta o interesse por este desenvolvimento, e a linguagem utilizada no linux também não dificulta muito o desenvolvimento destes pequenos programas malignos, entretanto o que torna muito difícil o desenvolvimentos de vírus para linux é a arquitetura do próprio sistema sempre preocupada com a segurança, o que não permite uma propagação das pragas em progressão geométrica como ocorre no windows e depois de algumas maquinas infectadas o nivel da infecção é sempre decrescente e o vírus morre, entretanto se você utiliza rede samba cuidado com alguns malwares do windows eles não vão propriamente se instalar na sua máquina mais podem utilizar o seu computador como fonte de disseminação da infecção pela rede.

Como está bem claro neste blog sou advogado e trabalho em algumas prefeituras, ao chegar em uma destas prefeituras que tem uma rede windows wifi, inclusive com compartilhamento de impressora, utilizei esta rede no meu notebook com ubuntu 12.04, inclusive instalando uma impressora do windows compartilhada pela mesma rede, logo depois esta instalação algo estranho ocorreu, todas as vezes que mandava imprimir algo o applet de impressão ficava retido em uma impressora sem nome ou identificação, por várias vezes tive que ir ao monitor do sistema para matar este processo, isso me deixou curioso pois tratava-se de uma coisa totalmente inesperada e fui investigar.

Depois de muito investigar este comportamento já estava pronto a acreditar em um bug do ubuntu 12.04 LTS, que tinha instalado há pouco tempo quando resolvi passar o antivirus clamav no sistema isso com o clamtk que me permitiu regular a verificação para verificar arquivos do samba, verificação de arquivos do sistema que iniciam por ponto e verificar todos os arquivos e diretorios dentro de um diretorio, para isso no clamtk basta clicar em preferências e marcar as opções, fiz uma verificação em / ou seja no diretorio raiz esta opção não está explicita no clamtk, mais basta na barra de ferramenta que no caso do unity fica fora do programa lá em cima da área de trabalho, e na opção escanear - diretorio posicione no raiz, e para minha surpresa tinha um malware do windows no arquivo, /usr/lib/libreoffice/share/gallery/sg36.sdv.

Vejam que se trata de um arquivo da galeria de imagens, que pode ter sido infectado pela malware pela rede samba e tratava-se do malware BC.Exploit.CVE_2012_0184 mais informações sobre o mesmo no link:


Neste link vamos encontrar que este malware explora uma vulnerabilidade do excel para execução de códigos, aqui no linux ele não vai se espalhar pelo sistema como no windows as vezes levando a ser reinstalado todo o sistema ficando de difícil remoção, no linux fica restrito ao arquivo, basta no caso do ubuntu, abrir o nautilus como usuários root digitando em um terminal sudo nautilus e deletar o arquivo que por ser da galeria de imagens não vai trazer nenhum efeito ao sistema, caso fosse outro arquivo que fosse alterar o sistema, basta deletar e copiar de outro ubuntu de mesmo arquitetura ou seja 32 ou 64 bits de mesma versão no caso 12.04 e pronto problema resolvido, no meu caso a cura foi imediata não houve mais impressora fantasma, ou qualquer outro comportamento inesperado.

Ora fica claro que este efeito deste vírus do windows sobre o ubuntu, deve-se a compatibilidade cada vez maior de programas linux com formatos nativos do windows, principalmente o libreoffice com o excel, mais que não leva a uma ameaça real ao sistema, apenas a situações de comportamento inesperado como descrito acima, e verificando os log de impressão verifiquei também que houve vários acesso a impressora remota que instalei pelo samba, onde claramente o malware busca se replicar pela rede que não estava mais ao seu alcance.

Dica para instalação do clamtk com o clamav antivirus, por isso deve iniciar baixando do repositório oficial pois acompanha todas as dependências.


para instalar basta abrir um terminal e digitar:

sudo apt-get install clamtk

clique em enter e depois da instalação digite

sudo freshclam

e será atualizado as definições de virus, demora um pouco depende da conexão, esta atualização seria automática e pouco a pouco entretanto este comando é para quem tem pressa de utilizar o antivirus, depois as atualizações diárias serão automáticas, sem que você sequer perceba.

A interface do clamtk do repositório oficial também está desatualizada após a instalação e atualização das definições de virus baixe o arquivo deb do link abaixo e clique duas vezes e vai abrir a central de programas do ubuntu com a opção atualizar.


após abrir o site clique na opção debian/ubuntu e vai iniciar o download do arquivo deb citado acima, e claro verificar no endereço depois de algum tempo para baixar novas atualizações da interface utilizando o mesmo método de cliquar no arquivo estas atualizações  ocorrem aproximadamente a cerca de sessenta dias, uma da outra

E claro verifique a rede windows com os meios disponíveis para o próprio sistema operacional windows, pois uma vez isso ocorrendo o malware estará presente e ativo na rede windows que gerou toda esta situação.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

ULTIMA VERSÃO DO LIBREOFFICE NO UBUNTU 12.04 LTS




O libreoffice tem evoluido muito como suite de escritório completa e aberta, na versão 3.5 e suas correções posteriores experimentamos forte mudanças sobretudo na leitura e escrita no formato de arquivos XML da microsoft, (docx, pptx e os demais) e na versão 3.6 que deve ser lançada até meados de agosto de 2012, podemos esperar ainda mais mudanças, pois verificando os planos de lançamentos desta versão no site do libreoffice, e tomando como exemplo apenas as implementações do editor de texto write existem três mudanças importantes no filtro de importação XML microsoft.

Na versão 3.5 a leitura de arquivos neste formato esta quase perfeita, porém a escrita encontra-se ainda muito aqém do esperado, mais isso deve melhorar muito já na versão 3.6, pois apenas no write em tradução automática podemos ver as seguintes mudanças:

- Importação VML (usado dentro de arquivos mais antigos DOCX) agora lida com linhas, rotações e vira. (Miklos Vajna)

-Importação DOCX agora lida com GetExpression e campos SetExpression. (Miklos Vajna)

-RTF / DOCX importação / exportação agora lidar com a configuração de zoom do documento. (Miklos Vajna)

Vejam que estas mudanças na versão 3.6 do libreoffice no write, devem tornar a leitura de arquivos docx, agora totalmente próxima a perfeição e melhorar muito a escrita neste formato, e as mudanças no filtro de importação e exportação XML microsoft estão em todos os programas da suite, citei aqui como exemplo apenas o editor de texto.

Para ter a versão 3.5.3 do libreoffice e de forma bem rápida as versão subsequentes basta incluir o repositório PPA do libreoffice, o que se faz abrindo um terminal e digitando:

sudo add-apt-repository ppa:libreoffice/ppa

clique em enter forneça a senha de root e confirme a instalação do repositório

depois para atualizar o cache digite no mesmo terminal

sudo apt-get update

clique em enter e espere a atualização do cache

faça as atualizações que aparecerem após a inclusão do repositório e já terá a ultima versão do libreoffice.

As versões 3.5 estão todas garantidas neste método de atualização, entretanto para a versão 3.6 como ocorreu em outras versões, as vezes pode ser necessário o acréscimo de outros repositórios, o que só se terá uma definição na data do lançamento e dias que se seguirem.

Edit - O lançamento do libreoffice 3.6 ocorreu já há alguns dias atrás e tenho uma boa noticia o procedimento acima descrito atualiza o libreoffice para 3.6 no ubuntu 12.04, por enquanto apenas nesta versão do sistema, e para qualquer de suas arquiteturas seja 32 ou 64 bits.

Atenção hoje 03 de setembro de 2012 este repositório encontra-se paralisado, já há cerca de três dias, quando após tentar sincronizar a versão 3.6.1 para o ubuntu 12.04 e a versão 3.5.6 para as demais versões do sistema não foi bem sucedida e gerou erros, aguardem alguns dias e a situação se normalizará com uma nova tentativa de sincronização, mesmo assim o procedimento simplesmente não dá certo com a retenção na instalação de pacotes mais não causa problemas mais graves ao sistema e com a normalização do repositório a retenção dos pacotes termina automaticamente na próxima verificação do cache.

GIMP 2.8 VERSÃO FINAL JANELA UNICA NO UBUNTU 11.10 E 12.04 LTS




O gimp é um grande manipulador de imagens, bem ao estilo Photoshop, e agora sem aquela confusão de janelas abertas se sobrepondo umas as outras ficou ainda mais semelhante, para que o modo janela única seja ativado basta ir na barra de ferramentas e ativar o modo janela única simples assim, e ao contrario das versões de teste o modo janela única nesta versão final uma vez ativado só será desativado na própria barra de ferramentas e não a cada sessão do programa, depois de ativar basta arrasta ou retirar das laterais as ferramentas que se pretende utilizar e caso haja uma sobreposição vão se formando abas nas laterais bem ao estilo de navegadores como mozilla firefox ou chrome, para instalar esta nova versão vou primeiro partir do principio de que você não tem o gimp instalado, caso tenha após a instalação do repositório basta fazer as atualizações e já terá o gimp 2.8, mais o primeiro passo é adicionar o repositório e atualizar o cache, para isso abra um terminal e digite:

sudo add-apt-repository ppa:otto-kesselgulasch/gimp

clique em enter digite a senha de root quando requerido e enter novamente para confirmação também quando requerido pelo terminal.

depois digite 

sudo apt-get update

Espere a atualização do cache, se você já tem alguma versão do gimp instalada basta fazer as atualizações que vão aparecer após a atualização do cache, se não tem após os procedimentos acima descritos digite no terminal.

sudo apt-get install gimp

clique em enter e forneça a senha de root se requerido, espere o download e instalação do programa, lembrando que todos os procedimentos aqui descritos requerem a conexão ativa com a internet.

sábado, 31 de março de 2012

SOLUÇÃO VíDEO SIS 671 / 672 / 771 / 772 E SERIE PARA UBUNTU 12.04 E TODAS AS DEMAIS VERSÕES DO UBUNTU E DERIVADOS



Muito já publiquei sobre a solução do problema da placa de vídeo, SIS 671 / 672 / 771 / 772 e demais placas de vídeo desta serie, 3D da sis este post na verdade é um esclarecimento, pois já fiz dois posts um para o ubuntu 11.04 e outro para o ubuntu 11.10 e que são praticamente iguais, para não se tornar repetitivo, gostaria de esclarecer que a solução ali apresentada é muito boa e que serve para todas as versões do ubuntu, seja anterior ou posteriores, pois consiste em instalar os pacotes ali expostos ou seus correspondentes em versão futura caso estes pacotes venham a se tornar obsoletos, o que não ocorreu com nenhum, desde a versão 7.04 ou seja a primeira que experimentei, pois se tratam de pacotes que propiciam a compilação de um código fonte que se adapta a qualquer versão do ubuntu, kubuntu, xubuntu, medibuntu ou qualquer outro derivado deste tipo, que possa compilar com os mesmos pacotes ali apresentados.

Esta solução portanto se adapta perfeitamente para qualquer versão posterior ou anterior do ubuntu, bastando saber os pacotes correspondentes caso algum tenha mudado ou venha a mudar de nome, bem como para qualquer derivado que compile com os mesmos pacotes, como kubuntu, xubuntu, medibuntu ou qualquer outro.

Para acessar o post e seguir as instruções no qual fiz a instalação da versão 11.04 clique neste link:



Para acessar o post e seguir as instruções no qual fiz a instalação da versão 11.10 clique neste link:



Comparando os dois posts verifica-se que praticamente nada se modificou de uma versão para outra e certamente não vai se modificar nesta versão e nas próximas, por esta razão vou apenas esclarecer de acordo com os inúmeros comentários que chegaram. Que tendo por causa o fato de se tratar de um driver compilado pelo próprio sistema ele se adapta automaticamente para qualquer versão do ubuntu e derivados que compile com os mesmos pacotes, se tornando aplicável para todas elas.

Apenas lembrando que cada derivado tem seus próprios programas e devidas formas de chamar por exemplo o terminal, e diferentes programas em funções iguais, como por exemplo no ubuntu o gerenciador de arquivos é o nautilus, já no xubuntu é o thunar, no ubuntu o editor de arquivos de texto padrão é o gedit no kubuntu é o kate, há também diferenças quanto ao sudo no kubuntu, obviamente para estas funções vai se abrir no respectivo derivado o programa equivalente a função pretendida, mais no geral dá perfeitamente para qualquer um com conhecimento básico a médio do sistema, fazer todos os procedimentos do post em qualquer de seus derivados, bastando para isso apenas se informar a respeito das peculiaridades do derivado pretendido.

OBS: Este driver também é compatível com SIS 717

sábado, 17 de março de 2012

VANTAGENS EM ATUALIZAR O DRIVER DA PLACA DE VÍDEO INTEL NO UBUNTU 11.10



O driver de vídeo para placas intel no ubuntu realmente é excelente, entretanto o driver 2.15 que acompanha o ubuntu 11.10 é muito mais pesado e tem um rendimento inferior ao driver 2.17, que deu um salto impressionante em termos de exigência de recursos da maquina e de rendimento geral, pois chega no meu entendimento a consumir até 30 % menos recurso e a ter um rendimento até 30% maior, logo é bem interessante para tornar o sistema como um todo mais light em termos de consumo de recursos, uma vez que os efeitos 3D gerados por estas placas consomem uma quantidade considerável de recursos no unity ou no gnome sheel, então os usuários destas interfaces gráficas devem fazer de cara esta atualização, que embora seja uma atualização feita através de um repositório PPA, requer alterações de forma manual em um dos arquivos do grub para que tenha exito, lembrando que esta instalação é especifica para o ubuntu 11.10.

Primeiro temos que adicionar o repositório PPA , abra uma terminal e digite o seguinte comando:

sudo add-apt-repository ppa:glasen/intel-driver

clique em enter digite a senha de root e confirme a instalação do repositório clicando enter quando requerido novamente, e depois digite:

sudo apt-get update

Espere o cache dos repositórios serem atualizados, e as atualizações necessárias com driver e todas as dependências, já estarão disponíveis para atualização e as novas instalações marcadas para tal no gerenciador de atualizações, entretanto antes de abrir o gerenciador de atualizações e fazer todas as atualizações que ali constam, temos que fazer uma alteração no arquivo do grub, para isso abra um terminal ou no mesmo que já esta aberto após a atualização do cache e digite:

sudo gedit /etc/default/grub

Após este comando e digitar a senha de root, um arquivo vai ser aberto automaticamente no editor de texto, vá até o final do arquivo salte uma linha caso já não tenha uma linha em branco desde a última linha do arquivo e adicione esta linha:

i915.modeset=0

Salve e feche o arquivo, lembrando que é fundamental isso para o sucesso da instalação, e que um insucesso nesta instalação de driver é possível a reversão, mais é bastante complicado, após todos os procedimentos acima a coisa ficou muito fácil abra o gerenciador de atualizações faça todas as atualizações disponíveis e o driver já estará atualizado, mais para ativá-lo e necessário reiniciar o computador e não apenas a parte gráfica, apenas após a nova inicialização é que veremos os resultados.

ATENÇÃO

Hoje 28 de março de 2012, após uma atualização sem sucesso do kernel para a versão 3.0.0.17, notei que as mudanças feitas no grub não permitem a upgrade da initrams logo o kernel não poderá ser atualizado com sucesso, uma solução para isso é comentar temporariamente a linha introduzida que fica assim:

#i915.modeset=0


salve o arquivo mais não feche o gedit, refaça a atualização do kernel e desta vez vai ter sucesso, mais não reinicie o cumputador volte a linha a condição inicial retirando o #, então salve novamente o arquivo e feche, após isso reinicie o computador, esta operação tem que ser feita a cada atualização do kernel ou desinstalação de versão antiga.

Não reiniciar com a linha comentada pois pode perder o video e para recuperação vai ter que iniciar via cd ou usb rodando o ubuntu em modo live e acessar o arquivo e descomentar a linha ou na melhor das hipóteses o video iniciar normalmente mais não ser possível exibir videos, seja avi mpeg ou qualquer outra extensão, pois o player, seja totem, VLC ou qualquer outro a o iniciar a exibição do vídeo fecha abruptamente.




sábado, 3 de março de 2012

SOLUÇÃO PROBLEMA DESCOMPACTAÇÃO RAR NO UBUNTU



Baixei alguns arquivos compactados com extensão RAR, entretanto fiquei intrigado que quando ia descompactar no ubuntu 11.10, clicando no arquivo com o botão direito do mouse e utilizando a opção extrair aqui, mesmo com tudo requerido para esta operação instalado, estes arquivos davam erro não descompactava e aparecia uma mensagem de que o arquivo continha caracteres ilegíveis ou algo parecido como se o arquivo estivesse corrompido uma publicação no viva o linux me chamou a atenção para a solução embora lá dê a solução existe um problema de pacote não instalado para aqueles que não tem o pacote unrar instalado no sistema, a verdade é que quando se descompacta de forma gráfica clicando com o botão direito mouse e na opção extrair aqui o pacote utilizado por padrão é o pacote rar que é total desenvolvido de forma colaborativa e aberta e tem graves problemas com caracteres especiais do windows.
A solução é utilizar o pacote unrar que é um pacote non-free portanto ele não é totalmente aberto e inclui os caracteres especiais muito utilizado no windows, o primeiro passo é instalar este pacote, abra um terminal e digite.

sudo apt-get install unrar

clique em enter claro estando conectado a internet e espere o download e instalação, caso você já tenha o arquivo instalado o terminal vai lhe retornar uma mensagem dizendo que a versão do arquivo instalado é a mais recente ou mensagem idêntica, obviamente que a fase de instalação do pacote unrar é necessária apenas uma vez após instalado este pacote as descompactações de pacotes RAR se darão como descrito abaixo.

depois da instalação, no mesmo terminal ou em outro vá ate o pasta onde esta o arquivo rar salvo utilizando o comando cd, da seguinte forma:

Exemplo: cd /media/.../..

clique em enter e veja que a indicação inicial do terminal mudou de pasta, indicando que ele se encontra na pasta requerida, isso se o caminho ate a pasta no comando cd estiver correto se tiver um erro mínimo que seja o terminal volta com a mensagem de arquivo ou pasta inexistente ou não encontrado.

depois é apenas uma questão de chamar o programa e o arquivo, digitando o seguinte comando no terminal que se encontra na pasta desejada.

unrar x nomedoarquivo.rar

Caso possua o arquivo possua senha, vai ficar assim:

unrar x nomedoarquivo.rar -p [dê enter e digite a senha]

Estes comandos tem o mesmo resultado da opção gráfica extrair aqui ou seja o resultado da descompactação ficará na mesma pasta do arquivo RAR original.

Uma dica especial é que o nome do arquivo RAR pode ser facilmente copiado e colado no comando clicando no referido arquivo com o botão direito do mouse e na opção propriedades, selecione tudo no quadro nome e copie e cole no comando substituindo a parte onde tem nomedoarquivo.rar

Este post teve por fonte básica uma publicação de Geovani Geraldi em 03 de novembro de 2010 no site viva o linux 


domingo, 26 de fevereiro de 2012

LIBREOFFICE 3.5 NO UBUNTU 10.04 LUCID, 11.04 NATTY E 11.10 ONEIRIC






O libreoffice que hoje é a suite de escritório padrão do ubuntu, surgiu com a venda da sun que era a proprietária do openoffice, com isso a comunidade que colaborava com seu desenvolvimento resolveu tomar um rumo próprio e passar a gerir seus destinos, lançando o libreoffice, a principio imaginei se tratar de um final trágico, entretanto para minha surpresa isso significou um grande incremento no desenvolvimento do programa, e na versão 3.5, o libreoffice experimentou profundas mudanças em seus códigos, não espere mudanças estéticas como programas microsoft ou apple, na qual vale mais a estética que a funcionalidade, pois se trata de um produto para venda e que terá que sobretudo encher os olhos do consumidor, mais esta versão do libreoffice marca sobretudo pelas grandes mudanças nos filtros de importação de formato microsoft office 2007 e seguintes, sobretudo docx e pptx, o pouco que já testei me agradou e muito em docx os erros de formatação tão corriqueiros e grosseiros atá a versão 3.4.5, se existem na versão 3.5 são praticamente imperceptíveis, o mesmo ocorre com pptx, e foi o que pude efetivamente testar até o momento, tudo isso acompanhado do acréscimo de inúmeras funcionalidades e constante soluções de bug.


Para instalar o libreoffice 3.5 no ubuntu 10.04 e 11.10 recomendo seja instalado apenas via repositórios, pois a desinstalação completa e instalação via debs avulsos baixados diretamento do site de downloads, costuma provocar mais problemas que vantagens ao sistema, entretanto devido a instalação desta versão demandar a compilação e instalação de algumas bibliotecas extras no ubuntu 10.04 e 11.10 e até por este motivo a instalação direta não vai funcionar a contento, encontrei em uma grande busca apenas um repositório ppa com todos os pacotes para uma instalação perfeita no ubuntu 10.04 e 11.10, instalei em meu notebook com a versão 11.10 e tive uma grata surpresa instalou e funcionou com perfeição invejável, para proceder a instalação abra um terminal e digite:

sudo add-apt-repository ppa:ricotz/ppa

digite sua senha de root e enter e depois enter novamente para confirmar, no mesmo terminal após esta operação digite:

sudo apt-get update

clique em enter e espere a atualização do cache de pacotes, depois ao final apenas abra o gerenciador de atualizações e a atualização do libreoffice estará disponível apenas faça todas as atualizações que constam do gerenciador e você já terá a versão 3.5, apenas com mais um conselho se tiver o iniciador rápido ativado, desative pois causa problema na instalação.

As mudanças desta versão para a anterior são muito profundas eu classifico de outra suite funcionando dentro da antiga interface do openoffice, uma forma de verificar isso facilmente é após a instalação abra o editor de texto write, não existem mas as margens de impressão visíveis, cabeçalho e rodapé de pagina estão totalmente modificados, e não aceitam mais tal e qual o oficce 2010 da microsoft figuras na mesma linha com texto que não estejam em plano de fundo o que para mim gerou alguns problemas em documentos antigos salvos em odt, mais facilmente resolvido basta mandar as figuras que saíram do lugar para o plano de fundo clicando nelas e com o botão direito em quebra de pagina dispor no plano de fundo a figura volta ao local anterior, sendo o que é descrito acima apenas um exemplo pois as mudanças se espalham por todos os componentes da suite, e verifico que a mesma cada vez mais se transforma em uma opção viável não apenas para o ubuntu mais para todas as plataformas, seja linux ou windows ou qualquer outro sistema operacional que seja disponibilizada.



Está disponível no repositório desta instalação a versão 3.5.3 do libreoffice com a correção de muitos bugs relevantes, a compilação e sincronização no repositório terminou com sucesso e agora está instalação esta disponível para:


**Ubuntu 10.04 Lucid 32 bits
**Ubuntu 10.04 Lucid 64 bits
**Ubuntu 11.10 Oneiric 32 bits
**Ubuntu 11.10 Oneiric 64 bits
**Ubuntu 11.04 Natty 32 bits
**Ubuntu 11.04 Natty 64 bits

Todas as versões compilaram com perfeição na 3.5.3

sábado, 28 de janeiro de 2012

SOLUÇÃO DO BUG DO PACOTE NTFS-CONFIG NO UBUNTU 11.10


Estava com um problema no ubuntu 11.10 instalava o pacote ntfs-config que na verdade é uma interface gráfica de configuração de escrita em partições NTFS nativas do windows, mais o programa não abria no ubuntu 11.10 embora funcionasse normalmente até a ultima versão do ubuntu, uma pena pois é muito intuitivo e traz opções interessantes de auto montagem e de escrita em hd externo e interno, depois de muito pesquisar as possíveis causas deste bug encontrei a solução que muitas vezes parece uma coisa mirabolante e se demonstra até ser de fácil solução, primeiro instale o pacote ntfs-config caso não tenha instalado e esteja preso no bug, abra um terminal e digite:


sudo apt-get install ntfs-config

clique em enter e espere o download e instalação claro sempre estando conectado a internet.
Após a instalação no mesmo terminal digite ou copie e cole o comando abaixo:

sudo mkdir -p /etc/hal/fdi/policy

clique em enter se solicitado a senha de root digite e a ferramenta de configuração NTFS já estará instalada e funcionando seu uso é bem intuitivo, basta digitar no campo de pesquisa do unity, ntfs e abrir no ícone da ferramenta.